Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
Metodologia, autores, participantes e recolha de dados

Metodologia de investigação a adoptar para o meu projeto?
Estudo de caso: um estudo aprofundado sobre todo o processo de experimentação e criação da cenografia do CpC.


Teorias, modelos e autores que considero relevantes para a minha investigação?
No inicio deste semestre e até à semana passada, dei por mim a procurar no Scholar Google estudos e teorias sobre cenografia virtual. Cheguei à brilhante conclusão que não era nada disso que eu tinha de fazer. O processo já esta concluído, porquê arranjar justificação em teorias que nada me dizem? Tenho sim que falar sobre os autores que realmente me influenciaram durante o processo de criação do CpC no ano lectivo anterior. Alguns deles já foram mencionados em posts anteriores:
Dave Hill – Fotografo
O modelo de cenografia virtual do CpC inspirou-se na forma como ele juntas várias fotografias, várias peças, para construir uma envolvência nova.  As suas fotos são estáticas, 2d. No CpC existe a componente da 4 dimensão, o tempo.


Dave Mckean – Designer / BD artist / Realizador
O meu autor BD preferido, desenhou “Mr Punch”, “Black Orchid”, “Arkham Asylum” , “Signal to Noise”, etc... Realizou o filme “Mirror Mask”, que tem uma boa parte em cenografia virtual, com mistura de técnicas: 3d, fotos, pinturas etc...Grande influência no meu trabalho.


Kerry Conrad – Realizador
Este Sr. realizou o filme “Sky Captain and the World of Tomorow”, 100% cenografia virtual. Antes da grande metragem deste filme, ele realizou e executou na integra o primeiro capitulo da história com pouquíssimos recursos, em ultra low bugdet. Esta curta está do carago! O tipo, com um computador roscof, demorou 10 anos mas fez uma pequena maravilha com actores reais e cenários 3d.


Michel Gondry
– Realizador
Realizou “Eternal Sunshine of a Spotless Mind” ou “La Science des Rêves “. Lembro-me por exemplo de um videoclip que ele realizou para a Bjork - “Human Behavior”, onde começaram a aparecer os primeiros exemplos de 2.5d na cenografia, faz-me lembrar aqueles livros infantis que líamos quando éramos miúdos, abria-mos as páginas e os desenhos “saltavam fora”. Os cenários do CpC são precisamente isso, mas em espaço virtual.


Stu Maschwitz – Realizador, Visual effects Guru
Escreveu o livro “The DV Rebel's Guide”, que devorei o ano passado. Uma bíblia de como fazer filmes de acção com efeitos visuais com o mínimo recurso. Criou o “Magic Bullet” e “Colorista” para o After Effects, e realizou alguns vídeos comerciais bem catitas.
Foi o visual effects supervisor do filme “The Spirit” também todo em cenografia virtual.


Andrew Kramer – After Effects Guru
Realizou os créditos iniciais da série “The Fringe”.
Provavelmente é a pessoa que mais ensinou after effects ao resto do mundo, com o seu site de tutoriais online www.videocopilot.net. Nestes tutoriais ele aborda várias vezes a técnica do 2.5d, transformando fotos 2d em composições 3d, onde fui buscar alguma inspiração e know-how para os cenários do CpC.


Robert Rodrigues - Realizador, produtor, argumentista, editor, director de fotografia...bem o que é que ele não faz é mais fácil dizer. Agrada-me este desdobramento de tarefas, foi um pouco o que aconteceu com os 4 elementos do Cpc, realizadores, produtores, actores, argumentistas, efeitos visuais, cenoografia, fotografia, etc etc etc...
Ok, há quem diga que o CpC é um “Sin City” à portuguesa, mas a grande inspiração é como ele usa poucos recursos em bom proveito. No Sin City ele colocou à porrada dois personagens que foram filmados em separado, em dias diferentes, porque não era possível contratar os actores no mesmo dia. No CpC foi prática corrente filmar os personagens em separado e juntá-los em pós produção. Isso permitia uma maior flexibilidade na integração  dos personagens com os cenários.

Quem são os participantes do meu estudo?
Gostava de contactar os autores referidos anteriormente, é muito difícil conseguir feedback de todos, mas acredito que de pelo menos 1 ou 2 vou conseguir uma breve entrevista. Estas entrevistas seriam no sentido de conhecer melhor os métodos e processos de trabalho destes autores e tentar traçar paralelismos com o CpC. E porque não saber qual a opinião deles sobre o CpC e obter também algum tipo de validação?


Outros participantes, estes com mais certezas, serão pessoas com o perfil de público alvo do CpC. Público universitário, principalmente da UA, onde foi criada a série. Preferencialmente pessoas que nunca tivessem assistido ao CpC, escolhidas aleatoriamente nos departamentos da UA.


Que dados necessito para o meu estudo e como os vou recolher?
Preciso da opinião desse público alvo sobre a cenografia e estética visual do CpC, por visualização de vários exemplos e por via de questionário. As perguntas ainda não estão formuladas. Ainda não decidi se irei colocar em confronto algumas cenas filmadas ao vivo c cenas filmadas em chromakey, confrontar 2d com 2.5d ou 2.5d com 3d...Ou simplesmente não confrontar nada e perceber a opinião das pessoas: o que gostaram e o que não gostaram. Os cenários não são realistas, nem o pretendem ser, mas interessa-me saber até que ponto o realismo é importante, ou se a fantasia, a realidade “alterada” é bem recebida pela amostra do público-alvo.




2 comentários:
De Pedro Almeida a 28 de Outubro de 2009 às 11:11
Boa síntese Nuno.
Sem dúvida que é fundamental a análise do trabalho das principais referências do trabalho no CpC. Contudo, não deve ser descurada uma análise a outras técnicas (e técnicos) de cenografia virtual que mesmo não tendo influenciado este estudo são marcos recentes importantes e que, de alguma forma, servem de comparação com a técnica do CpC.


De nunobarbosa a 28 de Outubro de 2009 às 22:35
Estou a tentar encontrar os responsáveis da cenografia das séries "The Cell", "Sanctuary" e "Supervillanos", seriam um bom ponto de comparação, visto que são todas séries para novos média que recorreram a cenografia virtual. Por outro lado os exemplos que mencionei, todos eles usam técnicas diferentes das minhas, e gostava de "esmiuçar" essas diferenças.


Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Apresentação do plano de ...

. Desenho Metodológico

. Tarefa da Professora Marg...

. Índice provisório

. Carne p'ra Canhão - 2.5d ...

. Metodologia, autores, par...

. zzz zzz

. Pontos em comum com outro...

. Seminário: exercício #1

. Projecto de Dissertação: ...

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds